19 de fevereiro de 2009

Carnaval

É, taí.

Escondam-se. Fujam para as colinas, ou para debaixo das cobertas. Não esqueçam de ligar o ventilador, para não morrer de calor. Levem consigo seus fones de ouvido. E músicas altas, bem altas.

Desliguem a tv. Não, transmissão do Carnaval do Rio de Janeiro ou o de Porto Alegre com suas (agora poucas, antes que me matem por não dizer isso) latinhas de Nescau na bateria não é a melhor opção. Fechem as janelas. Eu já falei dos fones de ouvido?

Ou não. Bebam até cair. Mas até cair, senão não tem graça. Pulem. Comemorem, o que eu ainda não sei. Cantem antigos sucessos do Axé Music. Sacudam-se. Usem camisinha. Ninguém tá querendo um aumento na população lá em novembro.

Fantasiem-se. É uma das poucas oportunidades de fazer isso no ano. Tirem fotos ridículas. Postem todas elas nos Orkuts e Fotologs, pra alguma coisa tem que valer toda a produção. Não, para a festa em si não é, pois na metade do caminho já não existe fantasia nenhuma e o nível de álcool será tão alto em todas as pessoas ao seu redor que não fará diferença alguma.

Sumam do mapa. Ou apareçam até no Google Earth. Não, não existe meio termo.

Até a volta. \o.

2 comentários:

belle disse...

Ééééé...

Carnaval.

E acabou. :]

João disse...

graças a Odin, Loki, Freyja, Thor, Heimdall e todos os outros deuses acabou \o/