19 de novembro de 2007

Filosofias Teunenses III - Poemas no ônibus I

Vocação

Era uma vez uma flautista
Que além de ratos atraía
Homens baratos
Depressivos chatos
Amigas feias
Tarados incompetentes
Dentistas sádicos
Chefes obtusos
E visitas inoportunas
Cansada do azar, vendeu a flauta, comprou uma Glock 9mm e ficou milionária matando tempo e casos perdidos.

Ane Arduin
(Poemas no Ônibus - 15ª edição)

P.S.: Optei pelo "ou não". Música eu falo mais adiante, depois desse fim de semestre maldito. Ou não de novo. =P

2 comentários:

Carla disse...

Adoro esses poemas de onibus!!
Tem uma profundidade!!!
hahahaha

Mas calma, ta acabando o semestre!!!

obs.: faz tempo q eu naum postava!!!

Chai disse...

Preciso de uma Glock 9mm!

=***